DSC01570A direção da escola municipal Martin Luther King está mesmo desesperada com a greve forte do município. Sua escola que hoje contava apenas com três professores trabalhando, com pouquíssimos alunos é uma escola que será atingida pelo tal Projeto FENIX. A direção está ligando para os profissionais grevista avisando de uma reunião que haveria na própria escola sobre o Projeto Fenix na quarta feira, justamente no horário em que a rede fará a sua assembleia. O curioso é que a própria coordenadora da CRE, Professora Inês, é quem daria a reunião com o grupo.
Desde o início do ano os profissionais ouviram boatos de que o Projeto FENIX seria implantado ali, embora ninguém oferecesse maiores esclarecimento. Justamente no meio da greve a coordenadora vai querer explicar o tal projeto? E bem no horário da assembleia. Não é possível nem disfarçar a intenção da direção e da CRE.

O projeto Fenix, segundo um documento da SME enviado por profissionais de educação ao sindicato, pretende:
“Alterar drasticamente a trajetória acadêmica das escolas com contextos mais desafiadores por meio de ações intensivas, provocando uma transformação positiva e duradoura.”
Os profissionais das escolas não se enganam mais. Conhecem bem as intenções desses projetos com a iniciativa privada. Conhecem claramente os objetivos da SME e de Paes. Entregar verbas da prefeitura para as empresas e retirar a autonomia do professor. Além é claro, de responsabilizar o profissional pelo fracasso da educação carioca. Evidentemente os profissionais da Martin Luther King não cairão nessa armadilha. Eles já têm compromisso. Compromisso com seus alunos, compromisso com sua escola, compromisso com a greve e o principal do dia 14 o compromisso em participar da assembleia que decidirá os rumos desse movimento que já nasceu muito forte.

Parabéns aos profissionais da Escola!

Leia o que diz o documento recebido pela sindicato:

  • Projeto Fênix – Visão
  • Alterar drasticamente a trajetória acadêmica das escolas com contextos mais desafiadores por meio de ações intensivas, provocando uma transformação positiva e duradoura
  • Critérios de Escolha
  • Resultados acadêmicos e rendimento escolar
  • Média: IDERIO 2011 e Nota Padronizada 4º ou 8º ano de 2012 [com peso 2] + Resultados IDERIO 2012
  • Distribuição: 68 Escolas em 10 CREs

Funcionamento:
Grupo inicial: agosto/2013 a dezembro/2014

  • Acompanhamento de metas e indicadores
  • Ações intensivas para apoio à escola

Acompanhamento detalhado de:

  • Evolução nas avaliações externas
  • Evolução nas provas bimestrais
  • Evolução nas taxas de aprovação e evasão
  • Faltas de alunos e ausências de professores

Princípios e ações:

  • Carência Zero
  • Priorização no preenchimento do quadro de professores, voluntários, estagiários e demais profissionais.
  • Priorização para melhorias na infraestrutura geral e tecnológica para utilização da Educopédia
  • Excelência Acadêmica
  • Metas, avaliações e reforço personalizados para cada aluno
  • Reforço semanal
  • Desenvolvimento profissional personalizado e de gestão para professores e gestores
  • Clínica do 9º ano, correio do 6º ano, escolas de verão
  • Tutores virtuais
  • Individualização
  • Diagnósticos e planos de ação contextualizados para cada unidade
  • Mobilização da comunidade local
  • Apadrinhamento com escola de contexto semelhante
  • Criação de espaços e tempos para planejamentos e produções colaborativas
  • Ferramentas Avançadas de Gestão
  • Gestão por indicadores
  • Reconhecimento e prevenção de problemas
  • Reconhecimento de oportunidades
  • Elaboração e acompanhamento de plano detalhado
  • Sistematização de boas práticas
  • Educação Holística
  • Construção de projetos de vida (“Ganhando no jogo da vida”)
  • Educação para a paz e em valores
  • Habilidades sócio-emocionais
  • Gestão de conflitos
  • Construção de projetos transdisciplinares

Uma resposta »

  1. Silvenir Melo disse:

    Quando, por ocasião do segundo Conselho de Classe, uma representante da quinta CRE esteve em uma escola “escolhida” para o Projeto Fenix, ouviu de vários profissionais da escola, da qual vou declinar o nome, inúmeros questionamentos, aos quais não soube responder e ouviu de um professor a afirmação de que ele e os colegas estavam sendo embarcados em um ônibus que não tinha condutor e nem destino e que ele iria descer para embarcar em um taxi, pois assim ele saberia para onde estaria indo.
    Ficou sem resposta.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s