15out2014atoUm dos principais encaminhamentos do Encontro Nacional da Educação – ENE foi a realização de atos nos estados em defesa da educação pública. Nesta quarta-feira (15), dia dos professores, iniciou-se essa Jornada Nacional nos estados do Pará e Rio de Janeiro. Também estão previstos atos nos próximos dias em São Paulo, Pernambuco e Rio Grande do Norte.
No Rio de Janeiro o ato, que ocorreu na quarta-feira (15), reuniu mais de 2 mil pessoas, ao longo do dia, na Cinelândia, com intervenções e atividades culturais. “A palavra de ordem no ato do Rio foi ‘A Educação não é mercadoria’ e ‘Lutar não é crime’. Além das pautas já conhecidas também, como o destino de 10% do PIB para a educação e a valorização do professor”, disse Luis Eduardo Acosta, 1º vice-presidente da Regional RJ do ANDES-SN.
Em Belém (PA), os educadores das redes municipal e estadual do Pará se reuniram pela manhã, em um ato, em frente à prefeitura para denunciar o descaso que o prefeito da capital paraense, Zenaldo Coutinho (PSDB) e o governador do estado Simão Jatene também do PSDB, candidato à reeleição estão tendo com a educação pública do estado. O ato foi organizado pelo SINTEPP (Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado do Pará) e demais entidades como a Oposição Sindical “Luta Educador” que constrói a CSP- Conlutas. A atividade também marcou o lançamento do Comitê Estadual em Defesa da Escola Pública do Estado do Pará. Uma aula pública foi organizada em frente à prefeitura pelas entidades participantes. Para Abel Ribeiro, da Executiva Estadual da CSP Conlutas PA, “não há nenhuma alternativa para melhorar a educação pública se não houver a ampliação do investimento na educação como empregar 10% do PIB no setor, por exemplo. Essa é uma das bandeiras que o Comitê defende”, finalizou Abel. (confira a matéria completa aqui)
15out2014convocato

Aqui no Rio o ato foi organizado pelo Fórum Estadual em Defesa da Educação Pública que, na próxima terça (21), organizará um seminário para debater o PNE. “Temos que fortalecer a entidade. Instrumento de comunicação para todas as entidades”, afirmou Acosta. Segundo Acosta, antes da atividade na Cinelândia, as seções sindicais do ANDES-SN no estado realizaram uma homenagem a Washington Costa, presidente da Seção Sindical do ANDES-SN no Cefet Rio de Janeiro, que faleceu em maio em decorrência de um câncer. A homenagem aconteceu no Cefet, e uma placa com o nome do docente foi colocada na sala da diretoria do sindicato.
No Rio Grande do Sul, a atividade ocorreu em frente à prefeitura de Porto Alegre, também na quarta-feira (15). As entidades e movimentos se somaram aos servidores municipais, a maioria professores, da cidade para um ato conjunto. Além das pautas do dia de luta, o fechamento de uma escola municipal especial, voltada a jovens moradores de rua, também foi lembrado e criticado. De acordo com Carlos Schimdt, 2º Tesoureiro da Regional Rio Grande do Sul, mais de 600 pessoas estiveram na mobilização.
Nos estados estão ocorrendo reuniões de preparação dessas atividades. Em cada um deles, terá um formato, desde manifestação de rua, panfletagem, diálogo com a população, debates.
O objetivo é apresentar o programa em defesa da educação pública brasileira e pelo seu caráter democrático, laico, gratuito, de qualidade e a serviço dos trabalhadores.
Nesse período vamos defender a aplicação imediata de 10% do PIB em educação pública e dizer não ao novo PNE (Plano Nacional de Educação).

As mudanças são urgentes

A educação pública brasileira vem sofrendo uma série de ataques, em especial nos últimos 20 anos. A aprovação recente do novo Plano Nacional de Educação é a gota d’água de todo esse processo. Não é à toa que o ENE confirma a possibilidade de reorganizar o movimento nacional em defesa da educação pública brasileira por fora das organizações tradicionais do movimento.

Natal tem ato na sexta-feira

A manifestação na capital potiguar será na sexta-feira (17). A concentração será no Viaduto do Baldo, às 16h. No sábado e no domingo, de acordo com Maria Regina de Avila Moreira, 1ª vice-presidente da Regional Nordeste II, serão realizados debates para socializar as discussões do I ENE. Esses debates serão na Escola Winston Churchill, com previsão de início às 9h de ambos os dias.

Próximos atos do Dia de Luta

RN: Ato sexta, 17/10. Debates sábado e domingo, 18 e 19/10.

AM: Reunião na sexta, 17/10 para discutir manifesto.

SP: Ato domingo, 26/10

PE: 17 e 18/10

PB: 31/10

Fonte: CSP-Conlutas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s